terça-feira, 26 de julho de 2016

Dica da semana: curso-degustação de vinhos - Férias de julho!



Queridos leitores!!

Ainda estamos em período de férias de julho. Mesmo que não se faça aquela pequena pausa do inverno, fica a sensação festiva no ar, aquele desejo de fazer parte da bendita folga deste mês. E é excelente criar pequenos espaços de férias dentro da rotina, quando parar o trabalho não se faz possível. Entre outras razões, está o fato de que a novidade de um evento ativa nossos centros do prazer.

Como funciona? Os espaços de criação e brincadeira são contemplados pelo novo, liberando no cérebro uma série de substâncias ligadas às sensações prazerosas, com efeitos em todo corpo. Em resumo, nutrição do bem-viver. Chamo isso de abrir janelas, fundamental no ritmo de vida que se leva hoje. Um outro ponto, que atua em sistemas semelhantes no cérebro, é o estímulo da curiosidade por um dado assunto, que acarreta a busca por áreas de interesse diversas daquelas que vivenciamos no dia-a-dia. Mais um motivo para abrir a agenda a atividades diversas daquelas a que estamos acostumados é que essas consistem em oportunidades para exercitarmos o foco no pleno agora, ou, como vem sendo chamado em âmbito global, "mindfullness". Quando estamos aprendendo algo novo ou tomando contato com um campo de vivências que nos seja pouco familiar, temos a ocasião para focar no presente da ação, do próprio aprendizado. Este último será tema para um próximo post, sobre a relevância dos cinco sentidos na prática do foco pleno.

Eu listaria infindáveis benefícios, mas há um em especial: as atividades prazerosas trazem o sentimento de passeio, de partilha da alegria. Foi por isso que lembrei de divulgar o curso/degustação do vinho Carménère, que será ministrado pela enóloga Maria Amélia Flores, em sua Vinho & Arte Casa. A degustação é acompanhada por pães e queijos, e acontece na próxima quinta-feira, 28/07, das 19:30 às 22:30. O valor é 125,00 e as reservas podem ser feitas pelos telefones 51-30233345 e 51-93316098.

No friozinho de Porto Alegre, uma oportunidade de saborear queijos, pães e vinhos, e ainda obter conhecimento sobre este vinho de história tão especial, é uma riqueza de mini-férias. O que costumo sentir em atividades como essa é o faz-de-conta de viagem, o estranhamento que o viajante experimenta fora de seu território conhecido, do ponto de vista geográfico ou simbólico. Por mais que seja na própria cidade, participar de uma ocasião como este curso, em que se aprenderá algo lúdico e, ao mesmo tempo relevante na história do vinho, faz com que a gente sinta que está fora da moldura cotidiana. 

Para ver a programação e os vinhos a serem degustados, visitem no link:


Aproveitem para seguir as atividades propostas pela Vinho & Arte! 

Com carinho,
Betina


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina