terça-feira, 19 de julho de 2016

A receita da Nega Maluca!!!


Queridos leitores!! 

Pois aqui está a receita que, acredito eu, seja a mais antiga em minha história. Quem leu o Alfarrábio conhecerá algumas das melhores lembranças que tenho deste bolo, a "Nega Maluca"!!!

Ingredientes e suas variações:

Sei decor as quantidades: 2 xícaras de farinha de trigo, 1 1/2 xícara de açúcar, 1 xícara de chocolate em pó (uso o chocolate do Fradinho), 1/2 xícara de óleo (uso azeite de oliva), 3 ovos inteiros, 1 xícara (não muito cheia) de leite, 1 pacote de fermento químico (peneirado).

Meu como-se-faz, que atravessa os tempos:

Em um bowl, peneirar a farinha, unindo o açúcar e o chocolate em pó ( prefiro o do Fradinho por ser menos doce, mas pode ser Nescau). Misturar bem os ingredientes secos, até formar um composto de tom marrom suave. Unir o azeite de oliva, misturando levemente (optei por este por ser mais saudável, mas também pelo suave aroma que casa muito bem com os demais ingredientes.). Os ovos devem ser acrescentados um de cada vez, misturando-os à massa de modo individual. Colocar, aos poucos, a xícara de leite (não muito cheia), misturando-o ao conjunto. Peneirar 1 pacote de fermento químico (ou 1 colher das de sopa do fermento se vier em pote.)

Tudo pronto, a massa fica na textura e no tom  demonstrados abaixo:

Passos seguintes
Colocar numa forma retangular, untada com manteiga e farinha de trigo.
Pré-aquecer o forno em 180° por 10 minutos.
Colocar o bolo no forno, na mesma temperatura (180°) por 45-50 minutos.
Mas e aquela crostinha brilhante e firme, da foto?
Pois aquela é a cobertura, que faço há anos do mesmo jeito. E sempre dá certo!
Para cada receita de bolo, faço três receitas deste glacé (cada medida é composta por 3 colheres-sopa de açúcar, 3 colheres-sopa de leite, 3 colheres-sopa de Nescau, 1 colher-sopa de manteiga (Aviação com sal). 
Quando triplico a receita, triplico todos os ingredientes menos a manteiga, que deve permanecer
 em 1 colher-sopa. Assim:
9 colheres-sopa açúcar
9 colheres-sopa Nescau
9 colheres-sopa Leite
 (uso o Leite Integral para o bolo e para o glacé).
1 colher-sopa manteiga
(se o conjunto ficar mais líquido,
 é possível agregar mais 1/3 a 1/2 da colher-sopa de manteiga).
Misturo os ingredientes com colher-de-pau, devagarinho, em fogo baixo, até que comece a ferver e, então, a engrossar. Desligo assim que começa a ficar espesso, mas ainda escorrendo lentamente da colher. O segredo deste bolo é começar a fazer a cobertura no final dos 45 minutos de forno: quando toca o apito do forno, avisando que a receita está pronta, é que ocorre o ponto-chave.
Faço o teste do palito, para confirmar que o bolo está pronto (palito sai sequinho quando afundado no bolo, se estiver pronto.) Corto o bolo em quadradinhos, com a faca indo até o fundo da forma, como na foto superior, e então espalho a cobertura por todo ele ( em cada cantinho), não deixando nenhuma área sem estar coberta pelo glacé.
Devolvo a forma para o forno, já apagado, e deixo ali por em média 2 horas (ou até tocar na cobertura e confirmar que está seca). O bolo fica sequinho por fora, com a cobertura crocante, mas bem umidecido por dentro, por onde a cobertura entrou através das linhas horizontais e verticais cortadas com a faca. 
E está pronto! Agora é só deixar esfriar!!!!
Algumas dicas:
- como prefiro este bolo não muito doce, uso na massa o chocolate do Fradinho e na cobertura o Nescau; pode-se usar, na massa do bolo, também uma barra de chocolate ao leite ou amargo, dependendo do paladar.
-Já usei dois potes de iogurte natural na massa, ao invés do leite. Essa mudança foi bem interessante, deixando o bolo mais macio e cremoso do que já é, e com um leve tom azedinho, quebrando a doçura. Colocar 2 a 3 potes, misturando devagar, que a massa fique homogênea e não muito espessa.
- Já usei pimenta calabresa em flocos, com cuidado para não me entusiasmar no colocar a pimenta...:)
-Prefiro o azeite de oliva, mas é por gosto, mesmo. Vocês podem preferir óleo de cozinha, é o ingrediente tradicional. Importante é manter a quantidade de 1/2 xícara. 
-Se preferirem servir de sobremesa, ao invés da merenda, é precioso acompanhar o pedaço com uma bola de sorvete.
E não poderia deixar de contar: é um bolo sensacional para piqueniques, com os farelos caindo na toalha e alegrando as formigas anfitriãs!
É uma receita deliciosa para as tardes invernais das férias de julho!!


Chega de prosa...Hora do bolo!!!

(qualquer dúvida, me escrevam!)

Bom proveito!
Com carinho,
Betina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina