sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Uma prosa pelo "San Valantine´s Day'!


Hoje, ao redor do mundo, é o 'Valantine´s Day', Dia do Amor, em larga escala...e fiquei pensando em uma imagem para ilustrar a homenagem ao dia. Encontrei esta citação do Mia Couto, um de meus escritores favoritos.

Em prosa? Uma ideia de história de amor, com a cozinha como pano de fundo: 
um romance em que ele e ela declaram os sentimentos mais profundos através das comidas que dedicam um ao outro.  Ele cozinha  seu prato mais saboroso, nos encontros de amor; ela produz banquetes de beleza ímpar, um Hors- D´oevre para a união dos corpos.

 Findo o enlevo, nenhum dos dois prepara, para seus novos pares, as mesmas receitas.
Coisa de fidelidade culinária, mesmo.
Ficaram guardadas as lembranças daqueles sabores no álbum de vida de cada um, como memórias gravadas nas fibras mais íntimas. Afinal de contas, dedicar um prato ao outro é, a bem da verdade, a autoria de uma carta de amor.

 Os registros que ficam, num espaço irrestrito dentro do peito, são o gosto bom de uma receita preciosa, o prazer vivenciado a dois, para além do sexo. Um prazer de entrega  de si mesmo, na elaboração da alquimia dos ingredientes- um encontro sinérgico que reproduz a 'liga' do casal...E um prazer de troca, de partilha, de dar e receber afeto e conforto através de um referencial atávico, o alimento. E há o papel do fogo, dos temperos, da mesa posta, do tempo interno para que o encontro das peles se traduza no prazer sexual. Cozinhar para o outro é uma das maiores declarações que se pode fazer a quem amamos, porque, no meu sentir, o ato culinário contempla, de um modo muito particular, alma e corpo numa relação.

Então, um belo dia de amor e quitutes, neste 14 de fevereiro!

Com carinho,
Betina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina