terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Paciência: virtude que aprendi na cozinha! Feliz 2014!!!


  Recebi este texto de uma querida leitora do Blog, e quanto me identifiquei!! E é aqui o lugar para escrever sobre Paciência: descobri esta virtude na cozinha, desde o começo, quando aprendi a fazer meu bolo de Natal, com a Vó Léia. A primeira paciência: misturar bem o açúcar e a manteiga, até formarem uma massa homogênea. Misturar a farinha e a maizena, com calma, e depois unir as misturas. E fui aprendendo, com os ofícios culinários, que não se pode apressar o tempo da receita. Que não se pode acelerar o crescimento do pão, enquanto a massa descansa. Que não se pode acelerar a alquimia entre os ingredientes, na chimia de tomates nem nas relações. Foi a cozinha que me ensinou a ter paciência. E o fazer tornou-se lúdico, demorado, pleno de detalhes, pois temos mais tempo para observar as nuances, quando agimos com vagar. Na minha imaginação, Paciência teria raiz em 'passos', um passo de cada vez...E que interessante...

Pelo Dicionário Houaiss
Passo: "ato de deslocar o apoio do corpo de um pé a outro enquanto se anda em qualquer direção; o espaço compreendido em cada um desses deslocamentos. Na etimologia: at. pássus,us (e, tardio, passus,i): propriamente (tardio) 'afastamento das pernas', donde 'espaço compreendido entre esse afastamento; passo, passada; medida itinerária equivalente a cerca de um metro e meio', der. de pandère 'estender, abrir, desenvolver; afastar'; ver 1pass-; f.hist. 1008 pasos, sXV passo."
Paciência:  "lat. patientìa,ae 'capacidade de suportar, constância; submissão, servilismo; faculdade de resistir', der. do v. patìor,èris,passus sum,pati 'sofrer etc.'; ver 2pass-; f.hist. sXIV paciencia, sXIV paceeça, sXIV paçiençia, sXV pacientia, sXV peciecia."

Para mim, a Paciência é a Arte do Passo.

E o espaço do passo é o tempo. Tempo de espera, que a outra perna alcance, tempo de espera, que a perna da frente espere. Aprendemos a ter paciência, a adequar o tamanho dos passos, a seguir a caminhada em velocidade harmônica. 

E a minha rima de Paciência? Vivência.

Entonses, desejo aos queridos leitores que neste 2014 tenhamos muita felicidade, brincadeira, receitas e preparos mágicos na cozinha, amor, afeto, 'mão-na-massa', giros da colher-de-pau enquanto o doce vai, pouco a pouco, se aprontando. Que possamos viver a Paciência como virtude de atenção máxima ao presente, mesmo enquanto esperamos pelo futuro. Que possamos curtir o tempo de cada colheita, na estação certa, no tempo justo da espera: verão, outono, inverno e primavera. Cada período com seu clima, seus quitutes, suas surpresas e suas constâncias.

Feliz 2014, e que sigamos nos encontrando aqui no "Serendipity in Cucina"!!!

Gracias pela partilha!


Com carinho,
Betina











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina