quarta-feira, 25 de setembro de 2013

As artes da Dona Lola

Estou bolando o texto para apresentar aos leitores a Dona Lola, a senhora que prepara as frutas para doces e divulga seu trabalho pela rua. A bem da verdade, ela é uma heroína: prepara a laranja pra doce, trabalha a abóbora na cal, tira  a pele dos figos para jogá-los na calda e aprontá-los para as festas de fim de ano. E vende as frutas assim, esperançosas por doceiras de mão cheia que, logo logo, exibirão seus feitos na sobremesa ou nos regalos aos amigos. Sabe as receitas decor e salteado, ensina seu como-se-faz com dados exatos, é capaz de revelar truques, até. E sabe a época de cada fruta, fazendo propaganda de suas produções da estação seguinte. 

Há algo de especial na Dona Lola, um não-sei-quê de poção mágica...faz o trabalho pesado e é doce que só ela. Tem as mãos calejadas, isso tem, de mexer com as asperezas das cascas, da cal, da pele do figo, que queima. No entanto, é terna, atenta, engorduchada pelo tempo e pelas comilanças. E parece uma personagem: fosse uma, atravessaria páginas e páginas num silêncio comedido, percebendo nos arredores as mudanças que a vida faz. Conversa consigo mesma, no seu ofício; murmura, de si para si, devaneios e saborices,  amores recônditos, ventos incertos. Avermelha-se com as lembranças e com a labuta manual das laranjas, abóboras, figos..

...e não é que, por um destes encantos que não se pode explicar, dona Lola tem cara de doce?

Pois é dela que estou querendo contar, num próximo post.
Por hoje, fico por aqui.

Com carinho, 
Betina


O doce feito com as laranjas oferecidas pela Dona Lola!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina