sexta-feira, 12 de julho de 2013

O Doce de Abóbora revisitado

Olá!
Lembram do post sobre o nosso 'como-se-faz' do Doce de Abóbora, no sábado? Pois deixei incógnita a apresentação final...

Numa panela, colocamos os pedaços do doce, unindo o suco de 4 laranjas, a raspa de 1 limão siciliano e uns 2-3cm de gengibre (que devem ser ralados). Deixamos o conjunto ferver; neste ponto, abaixamos o fogo. A mistura deve permanecer em fogo baixo por em torno de uma hora, para que a abóbora incorpore bem o cítrico profundo da calda. 
Deixamos esfriar, colocando os pedaços em uma peça delicada e transparente, que expresse o viço deste doce, sua consistência e personalidade. 
O resultado é o aroma de um pátio úmido, amanhecendo. No sabor, não prevalece a força de um único ingrediente: a alquimia entre todos forma um novo elemento, diverso da representação de cada um, sozinho. A abóbora já preparada em sua calda, o suco das laranjas, a raspa do Limão Siciliano e o gengibre formam a reação química durante o tempo de fogo: saem da panela, ao final, como se fossem amigos de longa data. 
Claro, este é diferente do clássico, por receber novos elementos no preparo. 
Afinal de contas, inventar é preciso...!

Bom proveito!

Com afeto,
Betina


2 comentários:

  1. Respostas
    1. Oi, Cris!!! Ficou, sim!!! Eu, que nem era muito de gostar de abóbora, AMEI a conjunção dos sabores, com a laranja, as raspas do limão e o gengibre. Fácil e prazeroso de fazer!

      Gracias pela visita e pelo comentário!
      Beijos,
      Betina

      Excluir

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina