quinta-feira, 20 de junho de 2013

Reflexões da semana...


Olá!

Com as manifestações da semana, em nosso Brasil, optei por silenciar o blog, por uns dias. Um silêncio para respeitar os gritos de mudança. Sim, também há barbárie, mas não é sobre ela que devemos conversar. E sim, sim mesmo, é da mudança de consciência que chegou. Acompanhada do inverno, frio e chuva. E gritos, reivindicações, perplexidade. Muita perplexidade na fisionomia de todos nós, que estamos mudando. Perplexidade em quem não quer melhorias, também, olhando pra tudo sem saber o que fazer. Estou sendo eufemista, eu bem sei. Bom, há muito a refletir, mas este é um blog de culinária e bem-viver, e quero deixar a polêmica de fora.

E fico pensando: por que me sinto calada na escrita, esta semana? Parece um tempo de espera, de um não-fazer. De sentir a transformação caminhante. E de observar seu destino.

_____________

Sentada à mesa da copa, com meu caderno e uma taça de chá quente, escrevo à mão:

'Coisas boas aconteceram, como o convite para participar do site "The Rambling Epicure", de que contei no domingo. O fim de semana comemorando o Dia dos Namorados, com o meu Amor. Café da manhã de hotel, sempre uma mágica especial no meu imaginário, mesmo quando não saio da cidade. Os primeiros passos para o próximo livro, devagarinho. E sabores que, ainda num almoço apressado e fora de hora, despertaram-me uma alegria boa de sentir: baguete da Barbarella, de Presunto de Parma com tomate, de mordida crocante, o croc-croc imperdível de um sanduíche como este. Em certo êxtase, eu olhava para a rua, pela porta de vidro, assistindo o corre-corre das gentes fugindo da chuva, um cenário cinzento, um horário que parecia não ter qualquer viço, pelas duas da tarde. De surpresa, a força do sabor me arrebatou, talvez pela pungência do Parma, pelo contraste com o tomate fresco. Quem sabe, apenas pelo fato de dar vida aos sentidos, ainda que num almoço de 20 minutinhos...Acompanhando, um expresso duplo, forte, amargo, pulsante. Para uma pausa rápida, o lugar é sensacional: Vita Juice, em Porto Alegre. Saí do barzinho bem feliz, pronta para a tarde de trabalho! E o almoço de destaque da semana foi hoje: o reencontro com uma grande amiga de infância, depois de vários anos sem nos encontrarmos, pelas correrias da vida maluca. Pedimos refeições leves, atualizamos a conversa dos últimos tempos, rimos, brindamos. Pratos que se tornam carimbos de memória de nossas vivências. Entreguei a ela meu livro, com dedicatória, fizemos uma maratona para colocar a pauta de assuntos em dia, e muitas risadas. 
A amizade é sempre um espaço de constância; um afeto perene que, não importando os cronogramas e geografias complicados da vida, está sempre ali. Em geral, contado nas conversas na mesa da copa. E nas mesas da vida afora.'

Bom, esta foi minha semana, no microcosmo de alegrias aqui e ali, de pequenas felicidades que contemplam a rotina.

______________________

No macrocosmo, a mudança acontecendo, o país acordando, gritando pelo que quer. Finalmente! Esta transformação de consciência está linda de ver, participar deste momento do Brasil é um privilégio.

______________________

Fico por aqui, hoje.

Com carinho,
Betina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina