quarta-feira, 13 de março de 2013

Mas, afinal, o que é Tapenade?

Pois fiz o Tapenade, no sábado, seguindo o 'como-se-faz' do Chef Fernando Trocca, na edição da revista argentina El Gourmet, de maio de 2011. O interessante é a composição de ingredientes: duzentos gramas de azeitonas pretas, dois filetes de anchovas, quatro folhas de manjericão, um dente de alho e o suco de um limão. Por que interessante? Bom, digamos que, a meu ver, ele subverte a ordem do Tapenade: não só  elimina do projeto as alcaparras, como também o azeite de oliva, elementos em geral presentes nas anotações clássicas...

Afinal, o que um Tapenade clássico tem? Azeitonas, alcaparras, azeite de oliva, temperinhos e, às vezes, anchovas...Como existem muitas variantes, diz-se: Tapenade disto, daquilo, daquilo outro...Esta, a da revista, vem em uma matéria sobre o Chef, em que apresenta sete criações com azeitonas. Então, nomeia: Tapenade de Azeitonas Pretas. 

Os ingredientes no Processador!
Em processo...
Prontinho...Agora é só enfeitar!
Para servir em dia de visita!
Resultado final, visto de cima.
Preparado para dormir na geladeira, até o dia seguinte...
Montagem informal!
 A cor? Um roxo magnífico, desbotado de modo homogêneo. Uma elegância de traje, como um casaco de veludo invernal, nesse tom de roxo que adoro...
Do sabor? Há uma força intrigante na mistura destas com o limão, o viço do conjunto é impetuoso. E os olhos se abrem, quem sabe, de surpresa. Ao final, aparece, discreta, a presença das anchovas, e toma conta por um instante...As folhas de manjericão ficam subliminares na sensação de refrescância, dando uma sutileza que se espalha, sem a gente saber ao certo de onde vem. Para mim, essas folhinhas são o fator que faz a diferença!

Um ponto valiosíssimo: a rapidez do preparo. Coloquei todos os ingredientes no processador, poucos minutinhos de saculejo, e estava pronto nosso Tapenade. Ao processar, cuidei que a textura ficasse rugosa, mas percebi, vendo fotos na revista e em livros, que poderia ter feito a 'pastinha' ainda mais rústica, com os pedaços mais graúdos. Basta deixar na despensa um vidro de azeitonas pretas, outro de anchovas, pegar umas folhas do Manjericão da sacada, ter um dente de alho na reserva e o limão disponível: está aí nossa receita!!! Se as visitas resolvem chegar de surpresa, num toque você prepara este acepipe, para servir com biscoitos salgados ou torradinhas.

Se tiver tempo, prepare de um dia para o outro: é a grande  pedida! Proteja o recipiente com filme plástico, deixando-o descansar na geladeira pela noite, e sirva no dia seguinte. Os sabores se acentuam pela convivência... e o resultado é estupendo!

Num caderno anterior, encontro um recorte com a receita fornecida na revista Estilo Zaffari: 
é fácil de ter em casa: 250g de Azeitonas Pretas; 1 dente de alho;1 colher de alcaparras; 50g de anchovas; 60ml de azeite; Suco de 1 limão. Coimo fazer? Colocar todos os ingredientes no processador. Servir com torradas ou fatias de pão Também pode ser usado como molho frio para carnes e peixes. Quando recortei esta receita, nem conhecia o Tapenade, mas lembro bem de ter gostado pela força dos componentes e pela rapidez no preparo.

Há muita informação interessante, uma delas é a origem, que envolve uma dúvida: atribui-se à região da Provence, na França...No entanto, há relatos de que foi na Roma Antiga o real nascimento, como contei em post anterior. 

Amanhã tem mais: a tradução da receita do  Collumella, de um Tapenade da Roma Antiga, ainda mais estranho...e, ao que parece, delicioso!

Bom proveito!!!

Abraços, 
Betina Mariante Cardoso

4 comentários:

  1. vou tentar fazer... será que vai bem com um macarrão alho e óleo com um toque de tapenade?? bjs Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cris!!! Que ideia bárbara!!!! Acho que deve ficar excelente! Belíssima dica! Experimenta e depois nos conta?

      Beijos e obrigada pela partilha!!
      Betina

      Excluir
    2. Oi Betina, fiz um tipo de pirogi com recheio de pure de batata e creamcheese light e comi com o tapenade... combinou legal!
      bjs e até Sampa!

      Excluir
    3. Oi, Cristina!!! Que bárbaro!!!!!!!!!! Vou experimentar a receita!!! :)

      Até Sampa!!! Estou saindo daqui no domingo de Páscoa! Feliz Páscoa pra vocês!!! Boas receitas, boa partilha, bom coelhinho!

      Beijos

      Excluir

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina