segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Pão, Atum, Zucchini e Temperança...

Voltando à escrita...

Falando em combinações entre sabores, lembrei da tortinha quente de Atum, Pão e abobrinha Zucchini, que criei há uns dez anos, para uma jantinha leve aqui em casa. Teria tempo de ir ao Super, naquele dia, mas desafiei minha criatividade a inventar moda com os ingredientes da geladeira, da despensa...Começou ali este gosto pelas descobertas do 'com o que tem em casa'.

Como faço?
Escolho um pão já sem casca, semelhante ao Pão de Miga da Argentina, bem macio, com o qual forro um pirex retangular. À parte, preparo uma pequena vasilha de Leite, temperando-o com sal e pimenta calabresa, em flocos. Usando uma colher das de sopa, umedeço as fatias de Pão com o leite temperado. Corto uma ou duas abobrinhas Zucchini em fatias fininhas, dispondo-as sobre a camada de pão. Novamente, umedeço com o leite. Reservo.

No fogão, preparo uma panela com duas a três latas de Atum natural, migalhas de Pão e Creme de Leite fresco (Nata). Quantidades? Um meio pacote do pão, despedaçado; da Nata, uso a porção que torne o conjunto viçoso, deixando-o com aspecto denso e fofo. Tempero, lembrando que já salguei as camadas de pão e de zucchini, com o leite...Então, devagar com o andor, na receita! A textura? A Colher-de-Pau, no início dos trabalhos, sente certa resistência ao mexer,  mas vai conhecendo, durante o tempo do fogo, uma pasta homogênea  e cremosa, com um cheirinho manso resultante da união do Pão com o Atum e a Nata. Coloco a mistura sobre a camada das fatias de Zucchini, compondo o topo da tortinha. Espalho, por cima, queijo parmesão ralado e levo ao forno, para gratinar. 

É uma tortinha-sanduíche, para servir quente aos convivas, acompanhada de uma bela salada de verdes! O sabor é manso, na combinação dos elementos, e o que dá o elã ao todo é a presença do pão, descontraindo a receita. Recomendo, acima de tudo, a temperança (no sentido de 'qualidade ou virtude de quem é moderado, comedido') na pimenta e no sal que derramamos sobre as fatias de pão e da abobrinha, pois devem apenas dar uma leve intensidade ao nosso preparado. Considerando a mansidão dos ingredientes, o contraste com o tempero é necessário, mas lembre-se da parcimônia.

Bom Proveito!

Obrigada pela visita!
Abraços,
Betina


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina