domingo, 17 de fevereiro de 2013

Milho e Limão Siciliano...?????



Olá!! Se fiz a receita de bolo para o lanche da tarde? Sim, e com qual satisfação!!!  


Há tempos tinha curiosidade sobre o resultado de um bolo de Milho e  Limão Siciliano...Pode parecer uma mistura doida, mas algo pulsava pelo experimento. E ontem, mexendo na massa, ocorreu-me que a associação, lá no fundo, pode ter sido pelo amarelo vivo de ambos ingredientes, a farinha de milho e o limão. Ficou  tão 'solar' a mistura, que escolhi fazer na forma de círculo. 

De costume, sigo alguma pista sensorial para estabelecer a 'liga' entre dois ingredientes, mas muitas vezes isto funciona num 'Plim!', enquanto percorro corredores no supermercado ou em alguma Deli. É raro que minhas associações respondam a uma lógica pré-estabelecida, em geral é num instante que sinto o desejo de unir 'isto e aquilo' e ver o que acontece...É por este meu pendor ao inusitado na cozinha que o nome do blog é "Serendipity in Cucina". No entanto, já há tempos não vinha criando maluquices, mas sim seguindo receitas- de livros ou cadernos- que tivessem um final previsível, sem surpresas e criações estranhas...

Milho com Limão Siciliano? Pois é, desta vez, resolvi retomar a coragem e dar voz ao meu processo criativo. Usei uma farinha de milho especial para preparar polenta, e seu comportamento, enquanto eu misturava a massa e unia os elementos, foi interessantíssimo. Ao mexer o conjunto, parecia que, ao final, chegaríamos a uma farta polenta, mas... Puro engano! O resultado foi um bolo com textura de bolo. E ponto. Valeu a pena? Sim, valeu curiosar com um ingrediente, saber suas reações. Entretanto, a farinha grossa deixou uma textura arenosa e, ainda que fosse discreto o efeito, esta sensação me incomodou. Adorei foi o topo: brilhante, rugoso, com um toque caramelado, uma melodia doce bem agradável. 

O Limão Siciliano e o Milho? Funcionaram bem, juntos. Um sinfonia ousada, mas que brinca com nosso paladar, estimula a curiosidade. Com o bolo ainda quente, o sabor do Limão ficou muito acentuado, desconfortável, e o Milho estava tímido, sem falar quase, quieto...No café da manhã, foi possível conhecer o desfecho, ele já frio: os sabores equilibraram-se, o Limão 'baixou a bola" e tivemos um bolo ensolarado para acompanhar o café. O cheirinho que fica é alegre, sorridente, mas sem espalhafatos.

Enquanto passeava pela Deli, vi o 'Pecorino Fresco' me olhando de soslaio, queria vir para a receita...Disse ao tal que esperasse, que desejava experimentar a ideia mais simples, para testar a combinação dos dois componentes sem interferências. Mas prometi que numa próxima empreitada ele seria convidado. Milho, Limão Siciliano e Queijo Pecorino Fresco...Se eu estou fora do juízo? Não mesmo, acontece que a cozinha é um grande laboratório. Ali, posso experimentar a curiosidade, arriscar o impensado, promover a química entre duas substâncias, conhecer meus limites, errar, acertar, misturar cores, aromas, texturas...Escolher, por um motivo qualquer, unir temperamentos tão diferentes entre si, como nesta proposta. Pelo amarelo vivo, quem sabe.

Bom...Os porquês? Estão em nós. Nem sabemos onde se escondem, muitas vezes. E este é um dos papéis da Culinária, a meu ver. Ao aprendermos a percorrer nossos sentidos na cozinha, atentos a cada momento, temos a oportunidade de conhecermos mais do nosso íntimo, dos nossos mapas. Temos a oportunidade de confiar em nosso sentir, de seguir pistas que acreditamos válidas. Errando ou acertando, estamos de acordo com referenciais próprios, e ter esta confiança é fundamental.
Seguir o coração, seguir os sentidos: o ponto de partida para as decisões existe dentro da nossa anatomia, fisiologia, bioquímica. A cada transformação da massa, a cada giro voluptuoso da colher envolvendo o tecido do bolo, ali estamos nós, pulsantes em nosso tubo de ensaio. 

Em seguida, escrevo a receita da primeira experiência. Como vou retestar, prometo o registro posterior, com as mudanças feitas.

Obrigada pela visita!
Abraço, com afeto,
Betina Mariante Cardoso









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina