sábado, 26 de janeiro de 2013

Lendo " La Enciclopedia de los sabores", de Niki Segnit

Seguindo nossa prosa sobre as combinações entre os ingredientes...

Estou lendo a introdução do livro que mencionei no post anterior, "La enciclopedia de los sabores- combinaciones, recetas e ideas para el cocinero creativo", de Niki Segnit. Pois o dito-cujo estava aguardando, silencioso na estante, seu momento de entrar em cena.
 No percurso das linhas, vou descobrindo o quanto me identifico com as reflexões da autora, em especial no que tange à subjetividade do tema 'sabor', mas também em relação ao estímulo que ela dá ao desenvolvimento do potencial criativo da culinária. E há algo interessantíssimo, que se avizinha ao que penso sobre a aquisição de atributos pessoais, quando consideramos a cozinha como laboratório de vida: " Uma das maiores satisfações de descobrir mais acerca das combinações de sabores é a confiança que te dá para atuares por tua conta ". 
Niki Segnit refere que o melhor conhecimento sobre as misturas possíveis propicia que encontremos soluções rápidas para um desacerto na receita, que nossa autonomia seja exercida a partir dos aprendizados, que tenhamos ideias criativas, conhecendo as propriedades dos elementos e das combinações melhores e piores entre eles. E, genial o que ela refere: "(...) Adquirir conhecimentos sobre como se combinam os sabores é como aprender um idioma; te permite expressar livremente, improvisar, encontrar substituições adequadas quando falta um ingrediente, cozinhar um prato como te apeteça 
cozinhá-lo."

Há ainda diversas reflexões da autora sobre os compostos dos sabores e suas possibilidades de interação, aspectos que dizem respeito à Química, à Geografia, à Cultura, à subjetividade (sensações, memórias), e tantos outros fatores. Estou preparando o próximo post para esta conversa!

Abraços, e um ótimo sábado!
Betina Mariante Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina